Jovem cria máscara para facilitar a comunicação de deficientes auditivos

A universitária Ashley Lawrence, moradora de Kentucky, no sudeste dos EUA, percebeu, junto com a mãe, que estava tendo um grande problema de acessibilidade em torno da segurança do novo coronavírus – e foi aí que decidiram criar uma máscara especial para deficientes auditivos. O modelo foi pensado para deixar a boca do usuário visível e facilitar a leitura labial.

Lawrence tem 21 anos e estuda educação para surdos e deficientes auditivos na Eastern Kentucky University. A máscara tem uma transparência no meio como se fosse uma “janela” para ajudar os usuários a se comunicarem.

A jovem começou a confeccionar as máscaras junto com sua mãe. “Para quem usa leitura de fala, leitura labial, alguém assim”, disse Lawrence. “E pessoas profundamente surdas que usam o ASL como seu principal modo de comunicação. O ASL é a língua de sinais americana e muitas expressões faciais fazem parte da gramática”, completa.

Lawrence explicou para o canal um canal de TV americano como começou a confeccionar as máscaras. “Começamos fazendo com os lençóis que tínhamos e, felizmente, eles eram grandes. Temos dois ou três jogos, então, estamos aproveitando o tecido. O plástico também tínhamos em casa. Ainda não precisamos de mais materiais”

Os modelos de máscaras adaptadas são distribuídas gratuitamente. Em menos duas semanas, a universitária já recebeu dezenas de pedidos de seis estados diferentes.

Fonte: https://revistaglamour.globo.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *