Maio Amarelo é lançado para índice de mortos e feridos no transito

A prefeitura de Porto Alegre lançou hoje o movimento Maio Amarelo 2019, a ação é mundial e chama atenção da sociedade para o alto índice de mortos.

Com a presença de crianças no Paço Municipal, a Prefeitura de Porto Alegre lançou hoje o movimento Maio Amarelo 2019. A ação é mundial e chama atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito. O objetivo é estimular a participação da população, empresas e entidades na conscientização. Foi escolhido o mês de maio porque, em 11 de maio de 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito.

A cor foi escolhida porque amarelo representa atenção e advertência na sinalização de trânsito. O tema deste ano, “Me Ouça”, destaca os conselhos das crianças que pedem para os pais respeitarem as regras de trânsito. Um vídeo homônimo ao tema deste ano foi mostrado aos pequenos que estavam no evento. “Pai, não anda rápido”, “Respeita quem anda de bicicleta”, “Não dirija com o telefone na mão”, eram algumas das frases ditas.

Durante o ato, realizado no Salão Nobre do Paço Municipal, o prefeito em exercício, Gustavo Paim, chamou a sociedade para participar das atividades. “Essa é uma ação de conscientização e, mais do que isso, de respeito, educação e civilidade no trânsito. Vamos fazer de Porto Alegre uma cidade exemplo para o Brasil com muitas vidas salvas”.

O secretário extraordinário de Mobilidade Urbana de Porto Alegre, Rodrigo Tortoriello, ressaltou a importância da municipalização da fiscalização de trânsito. “Em 1998, ano da criação da EPTC, 199 pessoas perderam a vida em acidentes na Capital. No ano passado conseguimos chegar à marca de 76. A meta é zero mortes, mas 120 pessoas foram salvas graças ao trabalho de engenharia viária, educação e fiscalização executado pelo município”, destaca.

Fábio Berwanger, diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), destacou a importância da participação da sociedade para reduzir ainda mais o número de mortes em razão de acidentes. “Vivemos em um país que fica alarmado com 60 mil homicídios por ano, mas pouco se fala em segurança no trânsito, que tira a vida de 40 mil pessoas todos os anos”.

Em 2019, para marcar as ações em Porto Alegre, a prefeitura usará os mesmos carros acidentados amarelos que foram espalhados pela cidade no ano passado. A principal diferença é que, em 2018, eles foram usados para simbolizar a morte, a dor, o sofrimento que o acidente causa. Agora, serão pintados por crianças para simbolizar o conselho dos pequenos na preservação da vida.

A pintura do primeiro carro foi feita pelas crianças presentes ao evento, no Largo Glênio Peres. Este mês, mais quatro veículos serão customizados e as sucatas ficarão em pontos estratégicos da cidade para pintura e exposição.

• Ações de impacto

– Pintura do laço amarelo nas vias de Porto Alegre.
– Reforço na pintura dos laços amarelos já existentes.
– Realização da segunda edição do Circuito Urbano (ambiente controlado que reproduz as principais causas de acidentes registrados em Porto Alegre).
– Ação de vídeo VR (realidade virtual) no evento para certificação de revendas de moto
– Ação “Me ouça” nas escolas onde os alunos levarão a sua mensagem para um trânsito mais seguro.
– Pintura do proibido uso do celular na faixa para pedestres.
– Pintura de sinais nas faixas de pedestres alertando a população quanto aos perigos de uso de celular e fones de ouvido nas travessias.
– Iluminação de prédios públicos e monumentos.
– Parceria com órgãos públicos para iluminação de grandes monumentos da Capital.
– Parceria entre Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP) e EPTC com faixas nos terminais de ônibus.
– Parceria com a ATP para divulgação da mensagem do Maio Amarelo dentro dos terminais de ônibus.

Fonte: https://www.correiodopovo.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clique Aqui!
Inscreva-se aqui!
Inscreva-se para as Atividades Gratuitas!