Boas notícias dão esperança durante pandemia do coronavírus

Boas Ações

Compartilhe

O mundo inteiro está consternado com a pandemia de COVID-19: o novo coronavírus está presente em muitos países, em todos os continentes do mundo e com um alto número de infectados. A preocupação está tomando governos e população, cada um tentando fazer sua parte para deter a propagação da doença.

Diversos países como Espanha, França, China e Itália adotaram a quarentena para impedir que a doença se espalhe mais. A recomendação das organizações de saúde é que as pessoas se previnam e evitem o contato social por enquanto.

Por isso mesmo, o mundo parece estar parado por causa da pandemia e a incerteza com relação à quando isso tudo irá acabar predomina na cabeça de todos. Entretanto, em meio ao caos, histórias, ações e notícias positivas começaram a se alastrar por todos os cantos do planeta dando um sopro de esperança e tranquilidade.

Rapidez da ciência

Você pode estar assustado com as notícias sobre a crise no sistema de saúde em outros países, mas saiba que os profissionais da área estão dando duro para cuidar das pessoas e os cientistas estão trabalhando para encontrar respostas. E já avançamos muito desde os primeiros casos reportados do novo coronavírus.

Recentemente, cientistas australianos descobriram como células do sistema imunológico combatem o vírus. A pesquisa indica que as pessoas estão se recuperando da mesma forma que se recuperam de uma gripe. E isso poderá ajudar os cientistas do mundo a desenvolveram uma vacina eficaz.

Tratamentos contra coronavírus

Neste exato momento, há muitos estudos sendo feitos no mundo inteiro para desenvolver tratamentos contra a COVID-19. Recentemente, foi descoberto que um medicamento japonês, chamado Favipiravir, se mostrou efetivo contra o vírus em testes clínicos feitos com 340 pacientes que apresentaram sintomas leves e moderados.

Os pacientes infectados testaram negativo para o coronavírus após 4 dias de tratamento com o remédio, mostrando uma boa melhora comparada aos pacientes que demoram 11 dias para se recuperar sem tomar a medicação.

Vacina contra o novo coronavírus

Vários países, incluindo o Brasil, também estão reunindo esforços para desenvolver em tempo recorde uma vacina contra a COVID-19. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), há 41 projetos em andamento.

A boa notícia é que o primeiro protótipo de uma vacina criada na China está pronto para ser testada em humanos. Além disso, nos Estados Unidos, outra vacina já está em fase de testes em humanos e será monitorada por 6 semanas. A única questão é o processo até a liberação da vacina pode demorar de 12 a 18 meses.

O Canadá também está prestes a iniciar os testes em humanos e deu previsão de 18 meses para disponibilizar a vacina ao grande público. Até o Brasil possui seu próprio projeto, desenvolvido pelo Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Meio ambiente mais limpo

Com a nova recomendação de distanciamento social, as pessoas estão se isolando em casa, os comércios estão fechando e o turismo também está interrompido. A desaceleração do ritmo no mundo teve um reflexo impressionante e muito positivo: os níveis de poluição diminuíram na China e na Europa, principalmente.

Durante o período de quarentena nos países, o mundo emite, em média, 1 milhão de toneladas a MENOS de CO2 por dia. A principal razão para esta redução é a queda de consumo de petróleo. Imagens de satélite também demonstraram uma redução de gases poluentes na Itália, especialmente no Norte, onde o surto de coronavírus foi mais forte.

Criatividade em meio à pandemia

Todos parecem sentir que suas vidas ficaram de pernas para o ar com o novo coronavírus. Entretanto, o ser humano sempre se mostra resiliente em situações de estresse e não seria diferente neste momento. Pessoas, governos, prefeituras e empresas estão mostrando seu lado mais flexível e criativo para suportar esta crise.

Alívio financeiro para famílias

No Estado de São Paulo, o governador João Dória já tomou medidas para conter uma crise econômica devido ao novo coronavírus. A partir do dia 23 de março, ele anunciou que vai suspender a cobrança da tarifa social de água da Sabesp para 506 mil famílias.

Além disso, também anunciou a antecipação das férias para 165 mil professores da rede estadual e também interrompeu o processo de devedores. Oficialmente, o estado entrará em situação de quarentena a partir de terça-feira (24) para todos os serviços não essenciais.

Preocupação com os idosos

No Rio de Janeiro e em várias cidades do país, uma medida criativa vai ser essencial para cuidar da saúde dos mais velhos neste período. Diversas prefeituras estão criando postos de vacinação “drive thru” para idosos durante a campanha de imunização da gripe. A ideia é reduzir a circulação de pessoas na rua e também garantir que a saúde do grupo de risco seja priorizada.

Shows em casa

Com a chegada da pandemia no Brasil, diversos eventos que ocorreriam em março foram cancelados ou adiados, como shows e festivais de música. De forma a engajar as pessoas sobre a importância de permanecer em casa, artistas estão fazendo apresentações online através de transmissões ao vivo nas redes sociais.

Músicos brasileiros criaram o Festival Música em Casa, que vai contar com as apresentações de estrelas como Sandy, Atitude 67, Jão, Melim, Vitão, Projota, Léo Santana e Michel Teló. São apresentações intimistas, diretamente da casa dos artistas e exibidas no Instagram.

Além deste, há outros festivais de música programados, como o Festival Lá em Casa, com a dupla Anavitória entre os convidados, o festival #TamoJunto, que conta com Adriana Calcanhotto e Jards Macalé, e também o Festival #EuFicoEmCasaBR, que apresentará Daniela Mercury, Rennan da Penha, Maria Gadú e mais.

Solidariedade

O mundo está em quarentena e as pessoas estão trancadas em suas casas, torcendo para que seus parentes estejam bem. A preocupação parece rodear a todos e é nesses momentos tensos que ações de solidariedade, gratidão e empatia começam a brotar em diversas partes do planeta.

Anjos da guarda

Uma iniciativa interessante partiu de Marília Duque, doutoranda em envelhecimento e uso de smartphones por idosos. A pesquisadora criou um site que dá orientações para pessoas de como acompanhar idosos durante a quarentena.

A ideia é que o idoso que mora sozinho tenha um ?anjo da guarda? no Whatsapp, responsável por mandar mensagens de bom dia, boa tarde e boa noite, estar disponível para conversar e dar informações de como o idoso pode buscar orientação médica.

Outra prova de solidariedade em meio ao caos do coronavírus são os mais jovens se oferecendo para fazer compras para os idosos. Recados nas redes sociais ou nos elevadores são deixados por pessoas que oferecem ajuda, como fazer compras e ir à farmácia para os idosos.

Vida em quarentena

No mundo, as pessoas estão também se mobilizando para promover integração social “à distância”. Em Portugal e na Espanha, por exemplo, vizinhos aplaudiram de suas janelas os profissionais de saúde que estão combatendo a pandemia.

Em vídeos compartilhados nas redes sociais, pessoas aparecem jogando bingo, ping pong e até cantando de suas janelas para interagir com os vizinhos. É uma forma de demonstrar que somos pessoas sociais, preocupadas com o bem-estar dos outros e engajados na resistência contra o novo vírus.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *