Exercícios fortalecem e diminuem risco de morte em idosos

Um estudo de pesquisadores britânicos, publicado no British Journal of Sports Medicine, aponta que algumas horas semanais de atividade já são suficientes.

Um estudo de pesquisadores britânicos, publicado no British Journal of Sports Medicine, aponta que algumas horas semanais de atividade física já são suficientes para diminuir o risco de morte em pessoas idosas. Bastam 30 minutos diários de atividade de baixa intensidade para reduzir este risco em 17%. Caso seja possível praticar exercícios moderados ou intensos, a redução chega a 33%.

Os benefícios atuam em vários sistemas corporais: metabólicos, cardiorrespiratórios e vasculares e osteomusculares e melhora das funções de órgãos essenciais.

– Além disso, há redução no consumo de medicamentos e, principalmente, na qualidade de vida desses indivíduos, estimulados por exercícios que visem funcionalidade, um viver mais saudável e autônomo, sem perder de vista o prazer, a motivação e as experiências emotivas que a atividade pode resgatar, conta o fisioterapeuta Fernando Eduardo Zikan, que é Coordenador de Ensino da Associação Brasileira de Fisioterapia Traumato Ortopédica – ABRAFITO

Para ele, os melhores exercícios devem fazer sentido para a pessoa, ter conexão com prazeres e memórias afetivas sobre a realização do movimento. Alguém que nunca praticou um tipo de exercício, que não tem boas memórias dessa prática, dificilmente se sentirá motivado para se movimentar com frequência e, dificilmente, terá os benefícios dos exercícios a longo prazo.

– Ao me perguntarem qual melhor exercício a ser feito de forma terapêutica, devolvo a pergunta com: como se movimentou ao longo da vida? O que gostava de fazer? Onde estava seu prazer em realizar alguma atividade física?, conta Zikan.

Benefícios da prática de atividade física

A prática da atividade física gera benefícios independentemente da idade. Mas, com o passar dos anos, ela se torna muito importante e pode auxiliar a saúde em diversos pontos:

  • Por volta dos 50 anos, ameniza a rigidez arterial;
  • Depois dos 70, reduz o risco de morte em até 70%;
  • Exercícios aeróbicos regulares e supervisionados melhoraram a oxigenação do sangue;
  • Reduz e previne várias quedas funcionais típicas do envelhecimento;
  • Previne e ajuda no controle da diabete tipo II e hipertensão arterial;
  • Reduz a ocorrência de acidente vascular cerebral;
  • Reduz a ocorrência de demência.

Na hora de praticar uma atividade, a pessoa deve mesclar condicionamento aeróbio e anaeróbio, com exercícios de estimulação, cognição e controle motor. Os exercícios recomendados são aqueles de baixo impacto e intensidade controlada.

– Um exercício pode ter efeitos muito positivos para um indivíduo e não responder da mesma forma para outros, afirma Zikan,

Mas, antes de começar a se movimentar, é importante procurar uma equipe multidisciplinar, capaz de orientar e conduzir, de forma segura, a prática esportiva.

No dia 16 de fevereiro, a cidade de Ponta Grossa recebe a terceira edição do Puro Esporte, uma ação que pretende motivar as pessoas a se movimentarem e oferecer informações sobre diversas formas de colocar o corpo em ação.

fonte: https://globoesporte.globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clique Aqui!
Inscreva-se aqui!
Inscreva-se para as Atividades Gratuitas!