Quem cuidará de você quando envelhecer?

Cuidador

Compartilhe

A população brasileira fica mais velha e a figura do cuidador de idosos se torna cada vez mais importante, reflete nossa colunista.

cuidador de idoso

Já se fez a pergunta “Quem cuidará de mim quando eu envelhecer”? Se a resposta for “Eu mesmo”, excelente, afinal, tudo que esperamos é chegar bem à velhice, mantendo a saúde e a autonomia, não? De fato, cada vez mais gente trilha a maturidade com independência ao se preocupar com um envelhecimento saudável e sustentável.

Ocorre que nascemos e morremos dependentes. Essa é a mais pura verdade. Sim, precisaremos, em algum momento lá na frente, de alguém que cuide de nós, e isso deve ser planejado desde sempre.

Reflita comigo: se hoje você necessitasse de cuidados, por estar impossibilitado de realizar sozinho suas atividades diárias (tais como tomar banho, se alimentar ou dar uma volta no quarteirão), teria alguém próximo para lhe dar apoio?

O fato é que hoje grande parcela da população idosa já precisa de suporte para o seu dia a dia. Circunstâncias como doenças crônicas resultam em incapacidades físicas ou mentais que demandam cuidados de longa duração. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) estimou em 2016 que, a cada três idosos no país, um apresenta limitações funcionais. Em meio a esse público, 80% das pessoas podiam contar com familiares e os demais nem sequer tinham esse auxílio.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *